sábado, 7 de dezembro de 2013

As Vacas Monstruosas Belgian Blue são transgênicas

Todo sêmen é recolhido, somente dos machos anômalos, para nova inseminação artificial específica(estupro), a fim de garantir a preservação da "anomalia aperfeiçoada" e nao só, também o aumento do percentual anômalo é sempre incentivado quimicamente, para que os animais "disponibilizem" sempre maiores quantidades de carne. Isto é "processo natural"? Não, não é.
Vacas de outras raças são inseminadas-estupradas com o gene anômalo. Seja de que espécie for, a quase totalidade são submetidas a contínudas cesáreas, já que o bezerro anômalo é enorme.
Como poderemos denominar as Vacas Monstruosas, geradas através de inseminação artificial, de genes modificados, potencializados na anomalia e conservados in vitro?

Mais que tudo, quero enfatizar um processo cruel e sofrido para as pobres parideiras, forçadas durante toda a sua vida. 






'As raças com maior frequência de hipertrofia muscular são as taurinas continentais como a Belgian Blue (principal raça hipertrófica), Piemontesa, Asturiana de Los Valles, Maine Anjou, Charolesa, Limousin Parthenaise, Rubea Gallega, Marchigiana, Blonde d'Aquitane entre elas. A característica já foi descrita também nas raças britânicas Herford, Angus, Shorthorn e Ayrshire.' EBAH )




Por Marise Jalowitzki
07.dezembro.2013
http://compromissoconsciente.blogspot.com.br/2013/12/as-vacas-monstruosas-belgian-blue-sao.html


Aperfeiçoamento genético, aprimoramento genético, engenharia genética.

Embora se afirme que a mutação genética aconteceu originalmente de forma acidental-natural, lá nos idos do século 19, na Bélgica, sabemos que ela já resultou de um cruzamento, criando a nova raça, chamada Belgian-Blue, em parceria feita com o Reino Unido. Os "aperfeiçoamentos genéticos" que aconteceram depois, especialmente a partir de 1997, são resultado de alterações provocadas pelo ser humano. Antes disso, cruzamentos artificiais também aconteceram, mas foi após isolar a proteína Miostatina e alterar sempre de forma crescente o gene nas novas crias, é que os bichos não só dobraram de tamanho, como chegam, atualmente, a pesar mais de uma tonelada! E há quem ainda defenda que se trata de aperfeiçoamento natural"... Esta "escolha" as deixam como "Vacas Monstruosas", já que se trata de inseminação artificial de uma seleção de espermatozóides com genes defeituosos, cuidadosamente escolhidos, genes doentes usados para "aprimoramento". Isto não é, nem nunca foi, natural.

A miostatina é uma proteína que normalmente inibe o crescimento muscular após um certo ponto do desenvolvimento. A carência desta proteína faz com que a musculatura magra continue se desenvolvendo. O incentivo para continuar crescendo, criar mais carne e leite fez as BBB- Blanc Blue Belgan se tornarem monstruosas.

Vergonha!

Sabe o que mais me deixa triste neste mundo? A tentativa dos especialistas, a quem a grande mídia serve, em fazer toda a aberração parecer natural! Fiquei chateada com muitos órgãos tidos como sérios, e sua tentativa em banalizar a informação, fato, aliás, tão comum em nossos dias. Ao leitor criterioso é exigido, cada vez mais, não ser submisso, nem aceitar tudo que lhe é transmitido. Alguns parecem necessitar de alguém, ou algo, que lhes diga que os humanos não são tão perversos e cruéis como realmente são. Olha uma frase "meiga" veiculada em jornal de destaque: "Na realidade, os criadores apenas isolaram um animal que havia nascido com a deficiência da proteína miostatina e, a partir dele, aperfeiçoaram a espécie por meio de cruzamentos." Simples, não? Alguém diz como está acontecendo este "aperfeiçoamento"? E como é a vida destes animais?

Sim, os Belgium Blue ou Super Cow nasceram de uma mutação genética natural no século 19, na Bélgica, que os deixou com mais carne e mais musculatura magra. Nada da estimulação que vemos hoje.

O que faz um pai amoroso quando uma cria nasce defeituosa? Procura dar o maior conforto àquele filho com problemas, mas nunca incentiva a procriação desta espécie anômala, a não ser que veja benefícios nisso. O benefício deveria ser visto como o primordial conforto e a saúde da espécie. Mas não é o que a maioria dos humanos pensa e faz, pois visam apenas aumentar seus lucros, tratando seres vivos como objetos! O que os pecuaristas fizeram, desde o século 19, foi incentivar a vinda de mais descendentes anômalos, defeituosos, para obter mais carne com menos animais, sem se importar com sua condição de vida! Animais-objeto!

Super Cow, ou Belgian-Blue - O "aperfeiçoamento" acontece através de sempre mais cruzamentos entre a espécie anômala, garantindo mais musculatura magra, mais carne. As "parideiras em tempo integral", estupradas durante toda a sua miserável vida, nem conseguem andar direito, nem ficar interminavelmente em pé, em seu espaço restrito e fóbico. 

Não satisfeitos com isso, chamaram cientistas, especialistas em pecuária, e novos cruzamentos e experimentos foram feitos, a fim de "aperfeiçoar" a espécie, no sentido de aumentar mais e mais a quantidade de carne. Este aumento descomunal foi sendo desenvolvido gradativamente.   

A primeira anomalia não nasceu assim monstruosa, não! Era maior que um bovino comum, mas nunca assim grotesca. O "produto" (um ser vivo) foi e vem sendo “aperfeiçoado” desde a década de 1920. Muitas tentativas de reprodução em laboratório. Muitas equipes de pesquisadores, uma delas a dos cientistas geneticistas Dr. Se-Jin Lee e do Dr. A. Mc Pherron que, em 1997, depois de efetuar uma série de experimentos também em ratos, comprovaram que o Belgian Blue tinha um defeito no gene Miostatina, uma proteína.

Primeiro os testes são feitos em ratos. Depois, migram para outros bichos. No caso da SuperCow, por exemplo, obter o  aumento da  musculatura magra (continuam a crescer) e, consequentemente, mais carne, era o objetivo. Lucrar mais com menos reses. Depois de várias experiências em animais, incluindo ratos, o cientista geneticista Se-Jin Lee descobriu que o que produzia a mudança era o gene da miostatina, uma proteína.
Foto - Medgadget

"Camundongos transgênicos  em que o gene da miostatina foi removido, também apresentaram o mesmo fenótipo  (MCPHERRON  et al., 1997) apresentando um crescimento muscular duas a três vezes maior do que camundongos normais. Este trabalho abre a perspectiva de se obter por transgenia  outros animais com esse fenótipo, que o gene da miostatina apresenta-se conservado entre todos os mamíferos. (pág 12 do pdf da EMBRAPA - Produções de Animais Transgênicos)

O gene da miostatina tem a função de limitar o crescimento muscular, ou seja, ele é responsável por dizer ao corpo quando deve deixar de produzir músculos, acusando o limite saudável (“myostatin”, onde “myo” significa “músculo” e “statin” significa “stop”/”parar”). Os bovinos Belgian Blue possuíam um defeito genético original, agora altamente  induzido, para que a miostatina transforme o corpo em muito mais carne e musculatura magra.
Machos podem chegar a mais de uma tonelada. Animais-objeto, desenvolvidos para aumentar os lucros dos pecuaristas - Belgian Blue ou Super Cow são animais monstruosos. Já foram expostos em várias feiras agropecuárias, também aqui no Sul do Brasil.

Os novos nascimentos de Belgian Blue ou Super Cow acontecem sempre através de inseminação artificial (estupro), a fim de assegurar que o gene defeituoso se transmita. Pelo tamanho descomunal, os bezerros precisam nascer de cesáreas.


Hipertrofia muscular
"A hipertrofia muscular é provocada por um gene parcialmente recessivo, presente no lócus 2, o chamado de GDF-8 (Growth Differentiation Factor 8) ou mh ou simplesmente, miostatina, originário de uma mutação gênica. Este gene inativa a miostatina, que é um inibidor do crescimento muscular, provocando a hipertrofia muscular. Esta característica não está presente em todas as raças, isto é, existem raças com maior frequência deste gene, são as raças continentais como nas raças Belgian Blue, Piemontês, Limousin e outras." ( EBAH )




Acaso já viram os vídeos onde o gigantesco touro é incentivado a subir na vaca para copular? Em todos, todos os casos, os veterinários e cientistas estão lá, ao lado, sob alguns lençóis, segurando um grande tubo que introduzem no pênis do touro para recolher os espermas e iniciar novos ciclos de inseminação artificial. 



Mutação genética 
"Programas de seleção auxiliados por marcadores genéticos permitem a identificação de indivíduos portadores e homozigotos para a mutação. No levantamento realizado por Teixeira e Oliveira (2007) ficou demonstrado que a frequência do genótipo para musculatura dupla da raça Marchigiana no Brasil é de 6,9 %.
A hipertrofia é promovida por um gen autossômico, ou seja, é o gen da miostatina modificado por mutação, que se localiza no cromossomo 2 (BTA 2) chamado locus mh. O gen da miostatina é também denominado Fator de crescimento TGF-β (Transcription Growing Factor Beta) ou Fator de Crescimento Beta Miostatina ou GDF-8 (Growth Differentiation Factor 8). A presença deste gen promove a regulação negativa do crescimento muscular esquelético, isto é, não permite o desenvolvimento muscular continuado. Mas, se este gen estiver alterado ou modificado por mutação, o desenvolvimento muscular exagerado se processa e promove a síndrome da musculatura dupla. O gen é "parcialmente recessivo", pois quando apenas uma cópia do gene está presente há algum efeito na expressão da característica. No entanto, para a expressão completa do fenótipo musculatura dupla, o animal deve ser homozigoto, ou seja, possuir dois genes mh mutantes. As vantagens da hipertrofia só têm sentido na exploração para carne." ( EBAH )
Segundo edição da revista Super Interessante, “Para um boi, a morte pesa 450 kg. Ao atingir esse peso, o animal é enviado ao matadouro” (edição de junho de 2007, “Como um boi vira bife”). "Os pecuaristas estão maravilhados com a realidade do Belgian Blue, pois os espécimes chegam a atingir mais de uma tonelada." Quem vai parar com a ganância sem limites?
91% dos Nascimentos são Cesarianas – Também outras espécies de vacas são utilizadas como máquinas parideiras
Poucos são os artigos que descrevem as dificuldades no nascimento dos filhotes, que precisam nascer por cesariana. Isso porque as vacas-mamães apresentam estreitamento ou redução na região pélvica, e não tem força muscular necessária para segurá-lo, nem possibilita as contrações. Também, os filhotes apresentam peso e dimensões enormes.

"As dificuldades no parto (distocia) também ocorrem e são provocadas pelo estreitamento da abertura pélvica associado ao peso maior do bezerro ao nascer. Com a hipertrofia dos músculos da coxa, aumenta a largura do bezerro, especialmente na região dos trocanters, produzindo muita dificuldade no parto." ( EBAH )
Mamães Belgian Blue ou SuperCow tem muitas dificuldades na gestação, pelas impossibilidade de sustentar o filhote. E as outras raças "utilizadas" como "máquinas de reprodução" também sofrem, devido ao tamanho enorme do feto. 
Outras raças são frequentemente utilizadas para gerar os filhotes. Apesar de todos os programas de bem-estarismo, esta não parece ser uma preocupação dos órgãos responsáveis. Como elas são consideradas “máquinas de reprodução”, estão sempre prenhas. Dá para imaginar quantos cortes em seu corpo, em cesarianas consecutivas ao longo de sua vida, muitas vezes sem tempo para cicatrizar o suficiente. 
Mamães de Belgian Blue - ou Super Cow, são consideradas máquinas de reprodução. Diferentes raças são estupradas por mãos humanas. (Foto Singularity Hub, publicada em ANDA)

Se é sabido que 91% dos nascimentos ocorrem por cesariana, isto é ou não é crueldade impingida ao animal? 


Esta hipertrofia está sendo sempre mais incentivada, face à ideologia do lucro a qualquer preço. Agora que os cientistas descbriram quais os genes defeituosos capazes de aumentar a quantidade de carne, intensificam cada vez mais a aplicação da miostatina, também em outras raças. 

'As raças com maior frequência de hipertrofia muscular são as taurinas continentais como a Belgian Blue (principal raça hipertrófica), Piemontesa, Asturiana de Los Valles, Maine Anjou, Charolesa, Limousin Parthenaise, Rubea Gallega, Marchigiana, Blonde d'Aquitane entre elas. A característica já foi descrita também nas raças britânicas Herford, Angus, Shorthorn e Ayrshire

Nas raças zebuínas não há relatos de hipertrofia muscular em animais puros, mas há grupos de pesquisa com a idéia de introduzir o gene nessas raças. Assim, programas de seleção auxiliados por marcadores genéticos, permite a identificação de indivíduos portadores e homozigotos para a mutação. No levantamento realizado por Teixeira e Oliveira (2007) ficou demonstrado que a frequência do genótipo para musculatura dupla da raça Marchigiana no Brasil é de 6,9 %.' ( EBAH )
Aqui, vemos que o texto de EBAH, citado antes dessa figura, mostra que a alteração nos zebus já aconteceu!!!


E a saúde humana, para os que ingerem tais carnes?

Além dos cruzamentos, os bovinos anômalos recebem rações específicas, antibióticos e esteroides, componentes químicos, para incentivar o aumento da carne! 

A associação de criadores da espécie diz que não foi comprovado que a ingestão da carne desses bovinos provoca qualquer efeito colateral nos consumidores. Também, não mostram nenhum estudo ou pesquisa a respeito. 

Produtores estão apenas preocupados com os seus lucros e tudo o que almejam é expandir seu negócio. Você precisa comer carne? Se a sua resposta ainda é "sim", estabeleça uma meta de redução. Comece usando a estratégia da campanha Segunda Sem Carne. Depois, vá aumentando. Um mundo novo, mais consciente e evoluído, é possível.


VIDEO - Specimen de Fermine – touro arrasta as patas ao caminhar, devido ao excesso de peso e deficiência muscular, especialmente nos tendões - http://www.youtube.com/watch?v=Jhr3UtrDtEY





O que afirmam, enquanto contam seus lucros, é que a carne é mais saborosa e possui níveis de gordura mais saudáveis que outros gados. Então tá.

Leia também, neste blog:

Bovino OGM - Organismo geneticamente
 modificado - Espécie é conhecida como
 SuperCow. Produz mais carne para o
consumo humano. Animal se locomove
 com lentidão.
Vacas 'Transgênicas' Monstruosas - testes Feitos em animais - Biotecnologia, Engenharia Genética, Experimentos Científicos, Indústria Farmacêutica



















Engenharia Genética - Biologia Molecular

Os cruzamentos entre espécies diferentes estão sendo mantidos em relatico sigilo. Não se sabe com quais outras raças ou espécies, embora já se conheçam cães monstruosos, porcos monstruosos, ovelhas monstruosas, gatos monstruosos, porquinhos minúsculos! Bezerro com cara e pelo de urso panda, galinhas com longas penas de seda, cabras que geram leite com teias de aranha, etc.

"A história da manipulação de genes de espécies naturais para o benefício do homem é antiga, iniciando na Pré-História, quando o homem começou a selecionar variedades específicas de cultivos que serviam melhor aos seus interesses, aprendendo a cruzá-las entre si para dar origem a variedades permanentes melhoradas

Da mesma forma, selecionou animais, como felinos selvagens, que por cruzamentos seletivos deram origem ao gato doméstico, por exemplo. Essa técnica era externa à biologia celular e tipicamente os melhoramentos levavam muitas gerações até se estabelecer, mas um salto radical foi proporcionado com o desenvolvimento das técnicas contemporâneas de biologia molecular, que possibilitaram uma interferência direta na própria estrutura interna das células, modificando o seu material genético e produzindo alterações importantes em brevíssimo tempo. Assim nascia a engenharia genética." (wiki)


"A raça de gado Azul belga (BBCB; Bos taurus) é uma raça bovina resultante do cruzamento, no século 19. Foi neste século que os belgas, com seu gado caracteristicamente leiteiro, quis aumentar a produção de carne. Assim, o Reino Unido enviou à Bélgica touros da raça Shorthorn para cruzar com o gado belga. Deste cruzamento surgiram alguns exemplares com mais volume corpóreo que outros, o que despertou o interesse dos estudiosos.Por que uns apresentavam uma aparência hiper-musculada? (hypescience)

- O que é OGM - Organismos Geneticamente Modificados? São processos impingidos aos seres vivos objeto das pesquisas científicas e estão presentes em vários setores de nossa vida, incluindo os reinos vegetal e animal. Nem todo OGM é, portanto, transgênico. Trata-se de uma mutação ocasionada artificialmente nos genes, por exemplo, de um animal. Quando são genes de uma mesma espécie, como no caso a bovina, diz-se que o animal é OGM, mas não transgênico. 

A EMBRAPA usa ambos termos.

Um mamão, por exemplo, que tenha recebido gene de peixe para ficar com a casca mais resistente, é um produto OGM - pois foi geneticamente modificado - e também é transgênico, pois recebeu gene de outra espécie. Um salmão que tenha seja hoje muito maior que seu tamanho original, mas que tenha recebido apenas a miostatina de sua própria espécie, é OGM, mas não transgênico. 

Assim também declaram ser com as monstruosas vacas que, apesar de misturarem raças, permanecem com os estimulados genes bovinos, sem usar outras espécies para o grotesco processo de desenvolvimento. Portanto, as vacas monstruosas são OGM - Organismos Geneticamente Modificados. E são consideradas transgênicas, já que são organismos manipulados (DNA Recombinante), conservados in vitro, em processo contínuo de aprimoramento.

O Ministério do Meio Ambiente destaca: "O uso da expressão biossegurança é decorrente do avanço das biotecnologias a partir de 1970, notadamente, das tecnologias associadas à produção de transgênicos (ou Organismos Geneticamente Modificados - OGMs)  e seus derivados, potencialmente causadores de efeitos adversos à saúde humana ou animal e ao meio ambiente." (MMA - http://www.mma.gov.br/biodiversidade/biosseguranca/organismos-geneticamente-modificados)
A EMBRAPA, em um pdf intitulado Produção de animais transgênicos - EMBRAPA - apresenta: "Os termos 'Transgênico' ou Organismos Geneticamente Modificados (OGMs) estão muito em voga nos meios de comunicação nos dias de hoje, e se referem, respectivamente, a organismos que por ação do homem tenham sequencias de DNA de outra espécie inseridas no seu genoma ou que seu patrimonio genético tenha sofrido qualquer alteração engendrada pelo intelecto humano. (pág 6)

"Uma técnica que vem apresentando grandes vantagens sobre as outras é a de transferência nuclear (clonagem) utilizando células geneticamente transformadas como doadoras de núcleo. (Grobet et al., 1997). 

Nesta técnica, os núcleos das células doadoras, como por exemplo fibroblastos, são introduzidos no oócitos que tiveram seu material genético retirado. Os conjuntos oócito-célula são submetidos à fusão elétrica, para que suas membranas celulares se fundam, e assim o material genético da célula será utilizado pelo oócito como se fosse seu. Em seguida, a ativação química é realizada, a partir de quando se dá o início do desenvolvimento a embrião.
Desde o nascimento da ovelha Dolly, a clonagem vem sendo explorada como uma técnica mais eficaz de produção de animais transgênicos. Utilizada como ferramenta da transgenia, a transferência de núcleos mostrou-se muito mais eficiente do que a microinjeção em animais de produção. A grande vantagem da técnica é a possibilidade de manipulação e estudo da célula a ser clonada, antes da produção do animal transgênico. Deste modo, os pesquisadores podem estudar a integração do transgene nas células e escolher somente as células que apresentem a modificação e o genótipo desejado. O objetivo maior é evitar anomalias e problemas gestacionais, aumentando a sobrevivência de embriões, fetos e animais nascidos. Além disso, os animais gerados por clonagem de células modificadas geneticamente serão todos transgênicos, pois portarão em todas as suas células a mesma modificação inicial que estava presente na célula doadora de núcleo; ao contrário de outras técnicas, que podem produzir animais mosaicos, que podem não passar suas novas características para a prole."
A população BBCB compreende cerca de meio milhão de vacas e touros 2500 registrados. O uso extensivo de inseminação artificial (cerca de metade dos nascimentos), associada a intensa seleção para caracteres relacionados à produção de carne, contrata o tamanho efetivo populacional (N e ~ 60), causando explosões frequentes de defeitos recessivos. 

"Com o desenvolvimento da técnica de transferência nuclear a partir de células somáticas de mamíferos (WILMUT et al., 1997), a ovelha Dolly foi gerada abrindo uma nova era de perpectivas em relação às possiblidades de modificação genética em animais de produção com precisão e redução de custos nunca antes alcançada (POLEJAEVA e CAMPBELL, 2000). A partir do nascimento da ovelha Dolly, uma nova onda de interesse em relação à transgenia animal colocou em um plano mais elevado as propostas de modificações genéticas objetivando o aumento quantitativo e qualitativo da produção animal." (pág. 6 do pdf)

"O fato das células doadoras do material genético poderem ser cultivadas in vitro por dezenas de gerações antes de serem fusionadas ao citoplasto sem haver perda na eficiência da produção de embriões clones (KASINATHAN et al., 2001a), torna possível a manipulação genética de tais células in vitro antes da TN - Transferência Nuclear." (pág.8 do pdf)

Na pág 12 do mesmo pdf, encontramos: 
"Camundongos transgênicos  em que o gene da miostatina foi removido, também apresentaram o mesmo fenótipo  (MCPHERRON  et al., 1997) apresentando um crescimento muscular duas a três vezes maior do que camundongos normais. Este trabalho abre a perspectiva de se obter por transgenia  outros animais com esse fenótipo, que o gene da miostatina apresenta-se conservado entre todos os mamíferos. (pág 12 do pdf)

·     O que está acontecendo com estes pobres bovinos é TRANSFERENCIA NUCLEAR (TN) direcionada. CRUZAMENTO DIRECIONADO – modificações genéticas de acordo com o interesse, domesticados por seleção artificial.

Inseminação artificial, associada à transferência de embriões (TE) e a produção in vitro de embriões. Processo contínuo de melhoramento por seleção artificial (CLARK E WHITELAW, 2003; KARATZAS e TURNER, 1997). (pág 16 do pdf). Para a EMBRAPA, isto caracteriza transgenia. Para nós, também.


A Wikipedia destaca:
"OGM é a sigla de Organismos Geneticamente Modificados, organismos manipulados geneticamente, de modo a favorecer características desejadas, como a cor, tamanho etc. Os OGMs possuem alteração em trecho(s) do genoma realizadas através da tecnologia do RNA[1] /DNA recombinante ou engenharia genética.
Na maior parte das vezes, quando se fala em Organismos Geneticamente Modificados, trata-se de organismos transgênicos. Mas OGMs e transgênicos não são sinônimos: todo transgênico é um organismo geneticamente modificado, mas nem todo OGM é um transgênico.
Um transgênico é um organismo que possui uma sequência de DNA (ou parte do DNA) de outro organismo, que pode até ser (?) de uma espécie diferente. 
Um OGM é um organismo que foi modificado geneticamente mas não recebeu nenhuma região de outro organismo. Somente ao inserirmos material genético (DNA/RNA) exógeno em um organismo é que ele passa a ser transgênico." (wiki)
Esta definição é a que consta na wikipedia (links ao final). 

Cão geneticamente modificado ou, como querem alguns: "aprimorados geneticamente" - wendy-the-myostatin-whippet



- O que é transgênico? "Organismos transgênicos são aqueles que receberam materiais genéticos de outros organismos, mediante o emprego de técnicas de engenharia genética" (wikipedia) Transgenia consiste em efetuar o transporte de um gene de uma espécie a outra, produzindo uma terceira espécie. Transmutação de genes. Todo transgênico é OGM - Organismo Geneticamente Modificado.

Urge até mesmo rever este conceito e definição, pois o processo é abrupto, cruel, antiético e antinatural. 
A crueldade impingida aos animais, esta, tem de acabar!

COMO DISSE UM AMIGO: A ciência é a nossa maior campeã e o nosso pior pesadelo!

Fontes:
EMBRAPA - Produção de Animais Transgênicos - http://www.agencia.cnptia.embrapa.br/recursos/145ID-XwAfoiPOLP.pdf ( Documento 145 – Rodolfo Rumpf e Eduardo O. Melo – EMBRAPA - outubro 2005)
Hypescience - 



Publicações similares:

Vacas transgênicas , conhecida como a raça de " Belgian Blue " é uma raça de gado de corte na Bélgica , são animais geneticamente modificados com um gene defeituoso para aumentar seu tamanho.


http://olhasoaqui.blogspot.com.br/2013/10/conheca-o-incrivel-caso-de-super-vacas.html

16 de dez de 2013 – Radio Debate - http://www.radiodebate.com.br/2013/12/as-vacas-monstruosas-belgian-blue-sao.html - (transcrição de minha postagem)

outubro 2013 -  http://olhasoaqui.blogspot.com.br/2013/10/conheca-o-incrivel-caso-de-super-vacas.html - CONHEÇA O INCRÍVEL CASO DE SUPER VACAS TRANSGÊNICAS OU "BELGIAN BLUE"

03 de set de 2013 – ANDA - http://www.anda.jor.br/03/09/2013/bovinos-transgenicos-ja-sao-reproduzidos-para-consumo-humano - Bovinos ‘transgênicos’ já são reproduzidos para consumo humano


23.agosto de 2013 – Jornal Pequeno – Ciência e Tecnologia -http://jornalpequeno.com.br/2013/08/23/vacas-transgenicas-monstruosos-sao-realidade/ - Vacas transgênicas monstruosos são agora uma realidade

Maio.2011 - http://hypescience.com/gado-azul-os-halterofilistas-do-mundo-animal/  - ‘Super boi’ é criado na Bélgica


31.maio.2010 – Beef Point - http://www.beefpoint.com.br/radares-tecnicos/reproducao/animais-transgenicos-o-comeco-de-uma-nova-era-63217/  - Animais transgênicos: o começo de uma nova era?



·         Sônia T. Felipe (3 de setembro de 2013, 20:24), disse:

"Sem se alimentarem de carnes ou leites de animais transgênicos, os humanos já têm alterado 10% de seu genoma por interferência dos genes dos tecidos de outros animais ingeridos! Quem afirma? O médico Virgil Hulse, em seu livro, Mad Cows and Milk Gates. Imagino a aberração que atacará os genes dos que agora comem carnes, bebem leites e comem laticínios desse animais transgenicalizados. Vai faltar perdão para os que inventam tanta aberração! (ANDA)




Querendo, conheça:

Cangurus filhotes - um milhão de mortes
ao ano para virar sapatos Adidas


Bebês Cangurus viram sapatos Adidas

20.janeiro.2012






Pelo fim da violência aos animais!



Links sobre Direito dos Animais à VIDA, publicados neste blog!



DIGA NÃO AOS EXPERIMENTOS CIENTÍFICOS COM ANIMAIS! 
DIGA NÃO À UTILIZAÇÃO DE PELES DE ANIMAIS!
DIGA NÃO AO RETROCESSO!!
DIGA NÃO ÀS QUEIMADAS!
DIGA SIM AO DIREITO À VIDA!
Manifeste-se! Participe!




Marise Jalowitzki
Compromisso Consciente

Escritora, Ambientalista de coração,
Educadora, Coordenadora em Dinâmica de Grupos,
Pós-Graduação em RH pela FGV,
International Speaker pelo IFTDO-VA-USA
compromissoconsciente@gmail.com.br 










29 comentários:

  1. Parabéns amiga pelo Blog! Excelente trabalho de conscientização!
    Juntos somos mais e podemos muito mais pela Libertação e Direitos Animal Já, ainda que tardio! Saudações Veganas

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Verdade, amiga! Esta união é ultra necessária!!! Muito grata pelas carinhosas considerações! Abraços e Saudações Veganas também!

      Excluir
  2. Cheguei ao seu blog e fiquei entusiasmado, pois foi feito com muita graça, e com muito entusiasmo.
    Gostei do que vi e li, e achei um blog fantástico, onde se aprende muito.
    Sou António Batalha, do blog Peregrino E Servo, se me der a honra de o visitar ficarei grato.
    PS. Se desejar faça parte dos meus amigos virtuais,decerto que irei retribuir,
    seguindo e divulgando seu blog.
    Desejo-lhe muita saúde muita paz e grande felicidade, e também um Feliz-Natal.

    ResponderExcluir
  3. Como um animal com uma mutação que ocorreu naturalmente na raça, passa a ser transgênico?
    No próprio texto você explica que transgênico, é o organismo que recebeu uma cópia de DNA exógeno, ou seja, de outra espécie!!!
    Este texto demonstra extrema ignorância com relação ao tema e falta de conhecimento a respeito dos sistemas de produção de alimentos.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. nem ia responder e poderia simplesmente deletar, mas esta declaração é mais uma prova do quanto o animal humano se julga onipotente para, anonimamente, afirmar coisas que não domina. Ou, melhor dizendo, domina sim, dentro de sua estreita visão de mundo e de Respeito à Vida!
      "Naturalmente! é algo que acontece sem a intervenção de qualquer outro! Naturalmente é como aconteceu em Galápagos. Acaso dá pra chamar de "naturalmente" um processo feito à base de estupro (inseminação das pobres fêmeas, que passam a vida toda prenhas, artificialmente, levadas a sucessivos partos, todos induzidos, sem nunca ter o direito de sequer lamber a cria que acabou de ter, que dirá amamentá-la?) Isto é intervenção externa, artificial!

      Como pode-se chamar de "natural" uma inseminação programada, com espermas retirados artificialmente, calculados e planejados para obter o fim desejado?? Por favor, aprofunde-se no tema, veja o quanto evoluíram em massa os originalmente mutantes e aqueles que, após sucessivos programas, projetos e químicos (anabolizantes, estimulantes etc.) foram (e continuam sendo) constantemente injetados.

      Os animais GM (ainda que tenham recebido uma sobrecarga de seu "mesmo" gen é uma violação do "natural"!) tem artrite, dificuldade em se manter em pé, mesmo os videos onde alguns "correm" é vergonhoso e obsceno acreditar que o ser humano tenha se rebaixado tanto, fazendo crer a muitos que a indução a uma malformação possa ser chamado de "vitória".
      Por Compaixão, de por nada mais, deixem de se mover apenas pela ganância e lucro imediato! Pensem na dor que impingem aos outros! No desconforto! Na vida miserável de um corpo opressor (criado pelos animais humanos!)

      Como falar em Deus e pregar uma Bondade que não é capaz de se manifestar naqueles que não podem se defender???

      Excluir
    2. Todo o nosso vergonhoso "sistema de alimentação" é uma dramática experiência da qual as gerações futuras hão de amargar os efeitos, ainda mais danosos que aqueles que já experimentamos hoje!!

      Excluir
    3. Olha, o texto possui muitas informações verdadeiras e interessantes... também acho absurdo algumas (ou muitas) coisas que fazemos com os animais na busca incessante pelo lucro. Em minha graduação em Zootecnia pude assistir de camarote todos os bastidores, e vi coisas que, sendo certas ou não, justificadas ou não, se a população soubesse, uma grande parte pararia de consumir ou, mais inteligentemente, lutaria pra mudar e dar dignidade à criatura. Entretanto, tenho que concordar com o Anônimo acima, que o termo OGM foi empregado erroneamente e totalmente fora de contexto. Na luta contra as atrocidades do ser humano, precisamos nos manter fiéis aos conceitos, a fim de que a informação chegue às pessoas, mas que chegue de forma clara e lúcida, para que nos ilumine as idéias, e não que nos confunda, pois vivemos em um tempo em que a informação é abundante e de todos os tipos, e a fidelidade e o compromisso com a verdade devem vir em primeiro lugar, independente de nosso anseio por querer mudar as coisas da noite pro dia. Isso não vai rolar. É com informações claras da verdade que podemos mudar, e será uma mudança gradual, não exite milagre nem mágica. Como disse, o texto está bom, só acho que poderia ser menos emocionado e mais racional, mostrando o teor dos fatos sem inserir um discurso ideológico em cima. A verdade basta por si só. Apenas retifico que o termo OGM (Organismos Geneticamente Modificados) NÃO DEVE SER UTILIZADO neste caso e ponto final. Já temos problemas demais com os propriamente OGM's pra confundir mais ainda as pessoas. O que acontece com a raça Belgian Blue, por mais chocante e errado que possa ser, não deve NUNCA ser comparado com a negligência de se modificar artificialmente animais e plantas a nível molecular e em laboratório, pegando gene de uma animal/planta/bactéria e inserindo em outro organismo. Vamos separar bem as coisas pra não confundir as pessoas, e com isso não gerar discursos vazios e falaciosos, que apenas irão prejudicar e retardar nossa luta por um mundo mais ético e digno aos organismos e ao meio ambiente como um todo.

      Excluir
    4. Olha, bem difícil "falar" com um "Anônimo", sem nome, sem rosto, sem procedência declarada e, ainda assim, tentar estabelecer um espaço para ideias. Mas, ainda assim, vou continuar tentando, já que este é um blog pessoal e, por isso, tenho a condição de expressar o que penso e como sinto, independentemente se carregado de cunho emocional (o que falta a tanta, tanta gente!

      É justamente pela falta quase absoluta de emoção que estamos neste caos humano-planetário. Onde, como nunca, os fins estão sempre a frente da justificativa dos meios! Independentemente do sofrimento, da tortura e da subjugação. Este não é um blog científico, nem de defesa da engenharia genética, muito pelo contrário.

      Será que chegaremos a algum lugar com toda esta "ética" que domina e [pre]domina a nossa ciência?

      Ponto final cada um dá a seu texto, em seu espaço, em sua cabeça restrita e restritiva!
      Antes de escrever este artigo li vários artigos e assisti a muitos e muitos videos. Videos onde cientistas davam (identificando-se) as suas opiniões e descreviam o resultado de suas 'pesquisas'. Vou tentar, mais uma vez (e última!) esclarecer:
      - EMBORA as primeiras reproduções (há muitas décadas) tenham criado uma espécie anômala, albina, o peso era UM POUCO além do normal.
      - TUDO o que vem acontecendo depois disso é: pegar o ANÔMALO, torná-lo AINDA MAIS ANÔMALO, deixá-lo mais e mais gordo (o que não acontece ESPONTANEAMENTE, mas tem a intervenção humana geração após geração), para modificar o animal de acordo com seus interesses, ao que denominam "APRIMORAMENTO". Isto é ou não intervenção, modificação genética, transformando em verdadeiros monstros quem, lá no início, era apenas "maiorzinho"???? Se tudo o que está sendo injetado para aumentar e aumentar, fortalecer músculos, criar novos bezerros a partir dessas intervenções, não constitui engenharia genética, então, o que é??? O gene modificado (a mudança da mudança) é inseminado artificialmente - através do estupro - e, dependendo dos resultados, para mais ou para menos, novos estudos e intervenções acontecem!!

      Por favor, falar, nesta altura do mundo, em "prejudicar e retardar nossa luta por um mundo mais ético e digno aos organismos e ao meio ambiente como um todo."... NOSSA luta?

      Por que tenho a impressão de reconhecer este discurso?

      Excluir
    5. Primeiramente gostaria de informa que no sistema não há como me identificar apropriadamente.
      Em segundo, gostaria de concordar com as pessoas que discordaram de sue argumentos anteriormente, não sou veterinário e nem zootecnista, contudo, estudo temas relacionados às ciências rurais na UDESC e acredito que as pessoas, que você censurou anteriormente, tem razão no que estão falando. Pois um tema tão controverso quanto TRANSGENIA merece uma explanação mais acurada dos fatos para não causar distorção da realidade. E você como comunicadora e formadora de opinião tem o dever e maior consciência da qualidade das informações dispostas em seu blog. Gostaria de demonstrar os pontos os quais mais me intrigaram e que podem ser levados em consideração para matérias futuras:
      O título da matéria não condiz com a realidade do texto podendo ser considerado de mau gosto e com forte caráter sensacionalista. Como você mesma descreve, não existe transgenia nos bovinos da raça blue belgian, apenas melhoramento genético, ou seja, seleção e cruzamento de indivíduos com características de interesse para que a geração de progênie (filhotes) apresentarem maior probabilidade de expressar as características produtivas mais adequadas. Então sugiro alterar o título.
      Com relação ao melhoramento genético, é uma das práticas mais antigas da humanidade, onde se aplica na produção de grãos, criação de animais de corte e de leite, produção de madeira, criação de animais para tração proteção, além de micro-organismos benéficos e outros mais, contudo anteriormente ao desenvolvimento do método científico não havia essa denominação de "melhoramento genético" que também pode ser chamado de "evolução assistida" ou "seleção artificial". Portanto o melhoramento genético é uma das principais ferramentas de sobrevivência da humanidade, pois permitiu produzir mais juntamente à redução de áreas de exploração.
      No caso da inseminação artificial, é uma prática há muito tempo empregada no Brasil e no mundo para a manutenção e melhora da qualidade dos rebanhos existentes, visando o aumento de produção de carne e leite sem aumentar o rebanho e as áreas de produção. Onde provavelmente todos os rebanhos brasileiros são obtidos desta forma, pois até mesmo pequenos produtores tem acesso à esta tecnologia. E além disto para pequenos produtores o investimento em melhoramento do rebanho é uma das principais formas de aumentar a escassa renda e normalmente única fonte de sustento destas famílias.
      O melhoramento é uma técnica que visa alcançar um objetivo, somente. Entretanto a utilização e sem ética pode causar situações extremas como no caso de algumas raças de Buldogs onde a maioria das cães são obtidos com inseminação pois os animais foram selecionados com características que impedem a continuidade da espécie por formas naturais sem auxílio humano, como ocorre no caso dos belgian blue.
      Assim sem intervenção humana a maioria das espécies comerciais de grãos, em especial, e de algumas raças de animais nunca apresentariam as características que conhecemos hoje e provavelmente deixariam de existir caso em competição em um ambiente selvagem.
      Portanto credito que da próxima vez que for discorrer sobre assuntos como estes, você como pós-graduada, deveria consultar fontes que apresentem pontos de vista divergentes para poder discorrer de forma adequada sem gerar mais dúvidas à população leiga. E caso você seja leiga no assunto, (como neste caso parece ser) por favor consulte especialistas (uma conversa com dois ou três veterinários e zootecnistas seria o suficiente).
      Caso seu objetivo for depreciar a pesquisas e gerar mais dúvidas e estranhamento sobre o tema pode continuar da mesma forma pois está excelente!
      (não leve como uma crítica pessoal, meu objetivo é apenas chamar a atenção para a necessidade de revisão de suas fontes e gerando mais discussão sobre o tema!)
      Agradeceria muito se meu comentário não fosse APAGADO! Pontos de vista conflitantes são sempre bons para o desenvolvimento da sociedade.

      Excluir
    6. Continuo afirmando que "desenvolvimento natural" nunca foi nem nunca será ESCOLHER UM ESPERMA E ESTUPRAR UMA VACA, incessantemente, durante toda a sua vida, até "obter" o animal com o "tamanho e textura" requerido pelo pecuarista- ou será que devo dizer: "FABRICANTE"??? Sei que este tema, e esta definição incomodam a todos os estupradores humanos que, com o aval da legislação, não poupam as fêmeas bovinas de uma vida miserável!!!!!!!! Venham com as suas definições acadêmicas o quanto quiserem, mas esta impedosa maneira de tratar um animal indefeso, "domesticado" para ser uma aberração, nunca vai ter outra definição do que "mutação genética". Doutores da lei humana, permaneçam com suas categorizações. Sem compaixão, sem humanidade, sem....pudor!!! Dia virá em que as leis e as definições mudarão, utilizando como balizador a BONDADE E O RESPEITO a todas as espécies e, aí, seu cientificismo aproveitador cairá por terra!!!!!!!!!!!

      E, que cômodo permanecer "Anônimo" por uma "questão do sistema", quando tantos outros se identificam e colocam até nome completo e endereço em seus comentários, quando não conseguem se plugar!!

      Todo este discurso pecuarista, em um blog vegano, não tem razão de ser. O QUE O INCOMODA TANTO, AQUI? Simples, crie seu blog e exponha as suas ideias!!!!!!! Por enquanto, estamos em um país laico! Angarie seus leitores e insista em suas teorias! É esta mesma arrogância com que tratam as outras espécies e também aos pobres, as classes sociais, esta discriminação que crassa no mundo dos ditos "poderosos" - ou os que se julgam como tal, por interferir na vida de tantos, para infelicidade deles!! - acreditar que pode entrar anonimamente, e "solicitar" para mudar nome de artigo e conteúdo de artigo!

      Considero tudo isto uma injúria aos pobres animais e receberão, como vegana que sou, meu maior repúdio, sempre:
      "melhoramento genético, ou seja, seleção e cruzamento de indivíduos com características de interesse para que a geração de progênie (filhotes) apresentarem maior probabilidade de expressar as características produtivas mais adequadas."
      QUE HORROR!
      - "melhoramento genético" - é o que também estão fazendo com nossas crianças hoje, e, os adultos incautos, aplaudindo!
      - "seleção e cruzamento de indivíduos com características de interesse para que a geração de progênie" - Seleção e cruzamento.... características de interesse!!!! caracteristicas INTERESSE DE QUEM??? De uma espécie estúpida, que destrói tudo onde toca, seja animais, florestas, águas, colo e ar??????
      - "(filhotes) apresentarem maior probabilidade de expressar as características produtivas mais adequadas." MAIS ADEQUADAS A QUEM??? esta página fica manchada se sangue quando deixo um comentário assim brutal, "animais de corte"!!!!!!!! quem disse que, um dia, poderiamos chamar algum ser de "animal de corte"??

      Excluir
    7. Lamento o tempo que dispendo p escrever tantas coisas óbvias! Mas, afirmo, não há de se repetir por muito mais!! Faça seu blog, amigo, e destile todo o seu interesse ganancioso em "melhoramento genético".... Tenho muita vergonha de morar em um estado que é o maior produtor e exportador de frangos, em um país que é o nº 1 em
      produção e exportação de frangos, bovinos e equinos> Nosso ar está empestado do sangue e sofrimento de tantos animais tonelada/dia!!! Mas, ao contrário do que poderá pensar, nãodesisto de meu país, não! Esta historia de "ame-o ou deixe-o" pertence aos ditadores.... Tenho certeza que as pessoas que querem e precisam sacudir o mundo estão no lugar certo, exatamente para mudar as loucas tradições que se perpetuam pelos milênios!

      Quando vejo as aulas na Universidade de Viçosa, onde as pobres vacas fistuladas são invadidas todos os dias pelos alunos, p "verificar" dentro do estômago delas, quais os melhores produtos para ração(animais que nasceram para se alimentar de grama!) - revolve-me o estômago e oro para que este suplício acabe logo!! Quando vejo na Argentina a pobre vaca, além da "janela" aberta em seu dorso, ainda uma caixa sobre suas costas, "produzindo combustível" para o podre ser humano poder rodar alguns KM com seu carro.......insano!!!!!!!! Quado vejo estas pobres vacas belgian blues praticamente sua vida inteira deitadas de tanta artrite, artrose e reumatismo, devido ao excesso de peso e, uma vaca já "no ponto de corte" - leia-se: ir p o matadouro - por não ter mais nem espaço em suas costas, de tanto retalho pelas sucessivas cesarianas, nada mais sinto do que ânsia de vômito por esta espécie cruel, sádica e arrogante que é a espécie humana!!! nenhum outro ser destruiu tanto, em tão pouco tempo, como nós, os chamados "era industrial" e pós industrial.

      E isto sem querer adentrar na famigerada (e igualmente insana) questão dos grãos, sejam contaminados pelos agrotóxicos, seja transgênicos (e que, apesar de todas as mutações "aprimoradas" pelos humanos, estão a exigir venenos do mesmo jeito!).

      Não, não perca mais seu tempo! Não haverá outra oportunidade de você, anonimamente, apropriar-se de meu espaço para colocar argumentos dos quais os sites agropecuaristas estão cheios. Este atual modelo sócio-econômico de "desenvolvimento" tem bilhões de adeptos! Não se canse em tentar convencer os 600 milhões de vegetarianos e veganos que proliferam a cada dia no planeta. Toda esta exposição "catedrática", conheço-a desde a década de 1980. Não, você não está contatando com alguém que não sabe dos "movimentos" e "definições". Está contatando com alguém que não concorda com tais definições, muito menos com os argumentos.

      A verdade dos valores humanos baseados na Compaixão e no Respeito, na Liberdade de Viver e Existir com Dignidade, pode até ser deturpada em seu significado temporal, mas ressurge de tempos em tempos. E, nestes saltos, o planeta tem a oportunidade de se aprimorar!!!

      É nisso que acredito.

      Sugiro "Aprimoramento" de Alma, na sua Alma!! E leia você mais sobre Compaixão!! Dr. Albert Schweitzer, Prêmio Nobel de 1952, já declarava, naquela época, a necessidade de Amor e Compaixão para com todos os animais!!

      Excluir
  4. Todo o nosso vergonhoso "sistema de alimentação" é uma dramática experiência da qual as gerações futuras hão de amargar os efeitos, ainda mais danosos que aqueles que já experimentamos hoje!!

    ResponderExcluir
  5. Olha, bem difícil "falar" com um "Anônimo", sem nome, sem rosto, sem procedência declarada e, ainda assim, tentar estabelecer um espaço para ideias. Mas, ainda assim, vou continuar tentando, já que este é um blog pessoal e, por isso, tenho a condição de expressar o que penso e como sinto, independentemente se carregado de cunho emocional (o que falta a tanta, tanta gente!

    É justamente pela falta quase absoluta de emoção que estamos neste caos humano-planetário. Onde, como nunca, os fins estão sempre a frente da justificativa dos meios! Independentemente do sofrimento, da tortura e da subjugação. Este não é um blog científico, nem de defesa da engenharia genética, muito pelo contrário.

    Será que chegaremos a algum lugar com toda esta "ética" que domina e [pre]domina a nossa ciência?

    Ponto final cada um dá a seu texto, em seu espaço, em sua cabeça restrita e restritiva!
    Antes de escrever este artigo li vários artigos e assisti a muitos e muitos videos. Videos onde cientistas davam (identificando-se) as suas opiniões e descreviam o resultado de suas 'pesquisas'. Vou tentar, mais uma vez (e última!) esclarecer:
    - EMBORA as primeiras reproduções (há muitas décadas) tenham criado uma espécie anômala, albina, o peso era UM POUCO além do normal.
    - TUDO o que vem acontecendo depois disso é: pegar o ANÔMALO, torná-lo AINDA MAIS ANÔMALO, deixá-lo mais e mais gordo (o que não acontece ESPONTANEAMENTE, mas tem a intervenção humana geração após geração), para modificar o animal de acordo com seus interesses, ao que denominam "APRIMORAMENTO". Isto é ou não intervenção, modificação genética, transformando em verdadeiros monstros quem, lá no início, era apenas "maiorzinho"???? Se tudo o que está sendo injetado para aumentar e aumentar, fortalecer músculos, criar novos bezerros a partir dessas intervenções, não constitui engenharia genética, então, o que é??? O gene modificado (a mudança da mudança) é inseminado artificialmente - através do estupro - e, dependendo dos resultados, para mais ou para menos, novos estudos e intervenções acontecem!!

    Por favor, falar, nesta altura do mundo, em "prejudicar e retardar nossa luta por um mundo mais ético e digno aos organismos e ao meio ambiente como um todo."... NOSSA luta?

    Por que tenho a impressão de reconhecer este discurso?

    ResponderExcluir
  6. Continuo afirmando que "desenvolvimento natural" nunca foi nem nunca será ESCOLHER UM ESPERMA E ESTUPRAR UMA VACA, incessantemente, durante toda a sua vida, até "obter" o animal com o "tamanho e textura" requerido pelo pecuarista- ou será que devo dizer: "FABRICANTE"??? Sei que este tema, e esta definição incomodam a todos os estupradores humanos que, com o aval da legislação, não poupam as fêmeas bovinas de uma vida miserável!!!!!!!! Venham com as suas definições acadêmicas o quanto quiserem, mas esta impedosa maneira de tratar um animal indefeso, "domesticado" para ser uma aberração, nunca vai ter outra definição do que "mutação genética". Doutores da lei humana, permaneçam com suas categorizações. Sem compaixão, sem humanidade, sem....pudor!!! Dia virá em que as leis e as definições mudarão, utilizando como balizador a BONDADE E O RESPEITO a todas as espécies e, aí, seu cientificismo aproveitador cairá por terra!!!!!!!!!!!

    E, que cômodo permanecer "Anônimo" por uma "questão do sistema", quando tantos outros se identificam e colocam até nome completo e endereço em seus comentários, quando não conseguem se plugar!!

    Todo este discurso pecuarista, em um blog vegano, não tem razão de ser. O QUE O INCOMODA TANTO, AQUI? Simples, crie seu blog e exponha as suas ideias!!!!!!! Por enquanto, estamos em um país laico! Angarie seus leitores e insista em suas teorias! É esta mesma arrogância com que tratam as outras espécies e também aos pobres, as classes sociais, esta discriminação que crassa no mundo dos ditos "poderosos" - ou os que se julgam como tal, por interferir na vida de tantos, para infelicidade deles!! - acreditar que pode entrar anonimamente, e "solicitar" para mudar nome de artigo e conteúdo de artigo!

    Considero tudo isto uma injúria aos pobres animais e receberão, como vegana que sou, meu maior repúdio, sempre:
    "melhoramento genético, ou seja, seleção e cruzamento de indivíduos com características de interesse para que a geração de progênie (filhotes) apresentarem maior probabilidade de expressar as características produtivas mais adequadas."
    QUE HORROR!
    - "melhoramento genético" - é o que também estão fazendo com nossas crianças hoje, e, os adultos incautos, aplaudindo!
    - "seleção e cruzamento de indivíduos com características de interesse para que a geração de progênie" - Seleção e cruzamento.... características de interesse!!!! caracteristicas DE INTERESSE DE QUEM??? De uma espécie estúpida, que destrói tudo onde toca, seja animais, florestas, águas, solo e ar??????
    - "(filhotes) apresentarem maior probabilidade de expressar as características produtivas mais adequadas." MAIS ADEQUADAS A QUEM??? esta página fica manchada se sangue quando deixo um comentário assim brutal, "animais de corte"!!!!!!!! quem disse que, um dia, poderiamos chamar algum ser de "animal de corte"??

    ResponderExcluir
  7. Lamento o tempo que dispendo p escrever tantas coisas óbvias! Mas, afirmo, não há de se repetir por muito mais!! Faça seu blog, amigo, e destile todo o seu interesse ganancioso em "melhoramento genético".... Tenho muita vergonha de morar em um estado que é o maior produtor e exportador de frangos, em um país que é o nº 1 em produção e exportação de frangos, bovinos e equinos> Nosso ar está empestado do sangue e sofrimento de tantos animais tonelada/dia!!! Mas, ao contrário do que poderá pensar, nãodesisto de meu país, não! Esta historia de "ame-o ou deixe-o" pertence aos ditadores.... Tenho certeza que as pessoas que querem e precisam sacudir o mundo estão no lugar certo, exatamente para mudar as loucas tradições que se perpetuam pelos milênios!

    Quando vejo as aulas na Universidade de Viçosa, onde as pobres vacas fistuladas são invadidas todos os dias pelos alunos, p "verificar" dentro do estômago delas, quais os melhores produtos para ração(animais que nasceram para se alimentar de grama!) - revolve-me o estômago e oro para que este suplício acabe logo!! Quando vejo na Argentina a pobre vaca, além da "janela" aberta em seu dorso, ainda uma caixa sobre suas costas, "produzindo combustível" para o podre ser humano poder rodar alguns KM com seu carro.......insano!!!!!!!! Quado vejo estas pobres vacas belgian blues praticamente sua vida inteira deitadas de tanta artrite, artrose e reumatismo, devido ao excesso de peso e, uma vaca já "no ponto de corte" - leia-se: ir p o matadouro - por não ter mais nem espaço em suas costas, de tanto retalho pelas sucessivas cesarianas, nada mais sinto do que ânsia de vômito por esta espécie cruel, sádica e arrogante que é a espécie humana!!! nenhum outro ser destruiu tanto, em tão pouco tempo, como nós, os chamados "era industrial" e pós industrial.

    E isto sem querer adentrar na famigerada (e igualmente insana) questão dos grãos, sejam contaminados pelos agrotóxicos, seja transgênicos (e que, apesar de todas as mutações "aprimoradas" pelos humanos, estão a exigir venenos do mesmo jeito!).

    Não, não perca mais seu tempo! Não haverá outra oportunidade de você, anonimamente, apropriar-se de meu espaço para colocar argumentos dos quais os sites agropecuaristas estão cheios. Este atual modelo sócio-econômico de "desenvolvimento" tem bilhões de adeptos! Não se canse em tentar convencer os 600 milhões de vegetarianos e veganos que proliferam a cada dia no planeta. Toda esta exposição "catedrática", conheço-a desde a década de 1980. Não, você não está contatando com alguém que não sabe dos "movimentos" e "definições". Está contatando com alguém que não concorda com tais definições, muito menos com os argumentos.

    A verdade dos valores humanos baseados na Compaixão e no Respeito, na Liberdade de Viver e Existir com Dignidade, pode até ser deturpada em seu significado temporal, mas ressurge de tempos em tempos. E, nestes saltos, o planeta tem a oportunidade de se aprimorar!!!

    É nisso que acredito.

    Sugiro "Aprimoramento" de Alma, na sua Alma!! E leia você mais sobre Compaixão!! Dr. Albert Schweitzer, Prêmio Nobel de 1952, já declarava, naquela época, a necessidade de Amor e Compaixão para com todos os animais!!

    ResponderExcluir
  8. Como profissional da zootecnia fico muito triste em saber, que pessoas sem conhecimento científico possam disseminar de maneira tão errônea informações desse tipo. Realmente uma lástima.

    ResponderExcluir
  9. Pois é, amigo, quando os profissionais da área não se dedicam a explicar aos cidadãos leigos o que andam realmente fazendo, estes, cidadãos leigos, vão procurar em todas as fontes possíveis para sanar suas dúvidas.

    Não espero de um pecuarista ávido por lucro que entenda e pratique compaixão para com os animais. Mas, em relação aos profissionais de zootecnia, tenho, sim, esta esperança e expectativa. Neste artigo, por mais difícil que seja 'entender com o coração', não se trata de, sumariamente, apenas classificar com transgênico ou não. Na verdade, é um grito de alerta, de socorro para com todas as variações que se pratica em nome de progresso.

    Agora, em relação à especificidade em si, transgênico, OGM, clonagem, intervenção no núcleo, acaba tudo na mesma llinha: adulteração da natureza, espalhar sofrimento, impingir confinamentos. Não, este mundo não é possível!

    E mesmo em relação à definição, mesmo a EMBRAPA coloca em mesmo patamar os termos. Em um pdf que incluí nesta data no artigo, intitulado Produção de animais transgênicos - EMBRAPA - apresenta: Os termos “Transgênico” ou Organismos Geneticamente Modificados (OGMs) – estão muito em voga nos meios de comunicação nos dias de hoje e se referem, respectivamente, a organismos que por ação do homem tenham sequencias de DNA de outra espécie inseridas no seu genoma ou que seu patrimonio genético tenha sofrido qualquer alteração engendrada pelo intelecto humano. (pág 6)

    Meu parecer permanece: não devemos alterar desta maneira atroz as espécies que vieram com o mesmo direito de viver uma vida plena e em liberdade. Essas coitadas vacas nascem e morrem em uma vida miserável e quem proporciona isso a elas é o ser humano. Isto, sim, é MUITO triste! Assim como todos os pobres animais de outras espécies, também nos testes "científicos".

    De qualquer maneira, gratidão pelo comentário anônimo, pois proporciona sempre novas reflexões e leituras, o que pode, a médio e longo prazo, mudar muitos conceitos de muitos outros. Sinceramente, tenho esta expectativa.

    Abs

    ResponderExcluir
  10. Como profissional da área (Engenheira Agrônoma, USP/ Esalq), fico feliz e grata por pessoas como você existirem, Marise.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Fico MUITO feliz, Thais, pelo teu comentário, especialmente por vir de uma profissional da área! Gratidão e Felicidades, querida! Com a certeza que és mais um ser humano desperto, consciente, sensível e compassivo! É disso que precisamos!

      Excluir
  11. Para quem leu todos os comentários: Este senhor que dedicou (felizmente) uma parte de seu tempo nos comentários anteriores, enviou-me, há cerca de um mês ou dois, um e-mail bastante agressivo e novamente ameaçador. Nele se identificou. É, efetivamente (e infelizmente!) uma personalidade presidente em um dos institutos de nosso país. Também me disse que me processaria (!!!) se eu divulgasse seu nome! Assim fica fácil!! (certamente que não respondi ao seu e-mail, pois meu tempo é bastante precioso para não ficar [me] debatendo em discussões inócuas. Mas, como disse anteriormente, creio ter sido de muita valia todas as argumentações advindas, pois enriqueceram ainda mais o post.

    ResponderExcluir
  12. Bem, assunto polemico. mas gostaria de deixar algumas questões. Aos que são a favor da "Libertação e Direitos Animal". já pararam para pensar a quantidade de proteína animal que ingerem? já notaram como são consumidores ativos desses produtos (carne, leite, ovos...) e contribuem para o crescente aceleramento da produção?
    Notaram que a população humana vem crescendo e pode chegar a 9 bilhões?
    pois então como alimentar toda essa população sem a utilização de modernas técnicas que são chamadas de "estupro"... palavra esta um tanto quanto "pesada".

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Respondendo para mais um "Anônimo"!...
      Vou colocando as questões apontadas:
      1) "Aos que são a favor da "Libertação e Direitos Animal". já pararam para pensar a quantidade de proteína animal que ingerem? já notaram como são consumidores ativos desses produtos (carne, leite, ovos...) e contribuem para o crescente aceleramento da produção?"
      Respondo: COMO ASSIM? Explique melhor, pois não entendi! Este artigo, de minha autoria, que eu assino acima, durante e embaixo, é de alguém que, sim, defende a libertação e o direito à vida digna dos animais. Eu e minha família não ingerimos produtos de origem animal há mais de três décadas, nem carnes, nem leite, nem ovos.

      Evitamos - O MAIS POSSÍVEL - todos os produtos expostos no mercado que contenham até mesmo resquícios de origem animal. Porque digo "O MAIS POSSÍVEL", porque a nossa pérfida indústria, com o beneplácito dos órgãos reguladores (ANVISA) NÃO ESPECIFICAM integralmente o que compramos nos supermercados!! Muitas vezes um corante, um espessante, um estabilizante são identificados por siglas e códigos. A duras penas consegue-se identificar (saber!!! O que é direito básico do consumidor! saber o que está comprando e por o que está pagando!!) e, aí, alguns meses depois, fica-se sabendo que o fabricante deu um novo nome ao mesmo produto e a ANVISA liberou!!! Assim, sim, eventualmente (leia-se: enganosamente!!) mesmo o consumidor cuidadoso pode estar ingerindo produto de castor, de ovelha, de cochonilha... quando não os terríveis ossos de bovinos triturados - que podem, inclusive, passar a "febre da vaca louca" aos humanos, como já aconteceu...

      Então, "consumidores ativos", creio que o amigo se refere aos vegetarianos e, aí, sim, dou razão. Mas, no caso de nosso círculo familiar, a opção do veganismo é consciente e ávida por melhoras e honestidade.

      2) "Notaram que a população humana vem crescendo e pode chegar a 9 bilhões?
      pois então como alimentar toda essa população sem a utilização de modernas técnicas que são chamadas de "estupro"... palavra esta um tanto quanto "pesada"."

      Respondo: A própria ONU tem alertado e recomendado uma dieta com a eliminação da carne. Não há como sustentar esta forma de alimentação para alguns humanos. Sim, pois dos 7 bilhões catalogados hoje, um bilhão está na absoluta miséria, passando fome todos os dias, apesar de toda a produção de grãos que o planeta produz, e que daria, sobejamente, para saciar a fome de todos, caso não fosse 70% desta produção (especialmente soja/milho) destinada para fundamentar a ração dos bovinos, suínos e ovinos, em mais uma absurda aberração, pois primordialmente, o gado foi concebido como uma espécie de se alimentava de pasto!! Hoje come peixe triturado, pintinhos moídos, pemas de galinha (queratina), soja e milho!!! Aí, enchem de hormônios, antibióticos, antiinflamatórios, vacinas...onde a saúde?

      Além do que, para cada bife de 250gr, caso se contabilizem os investimentos desde o início (criação, tratamento, espaços, tecnologias, ração, etc.) - repito, para cada bife que uma única pessoa ingere, com este valor investido, teríamos um prato cheio de cereais, frutas e legumes para QUARENTA PESSOAS!!!

      Poderia ficar explanando muitos outros quesitos aqui. Recomendo, para ver, querendo, um excelente documentário brasileiro que consta no youtube e que leva como título "A ENGRENAGEM" e que também consta neste blog, transcrito.

      Conhecimento é questão urgente! A mudança só acontece com conhecimento.

      Abraços!

      Excluir
    2. E, se alguém obrigar um touro a ejacular constantemente, mantendo-o cativo da vontade humana, não é estupro, o que é?

      E, se alguém "enfiar" a mão e o braço no ânus de uma vaca, contra a sua vontade, periodicamente, durante toda a sua vida, se isto não é estupro, o que é??

      Definição de estupro: crime que consiste no constrangimento sexual por meio de violência; violação.

      Touros e vacas decidem quando entrar no cio, quando cortejar um ao outro, quando acoplar??? Não!!! Tudo, mesquinha, friamente, mecanicamente, é calculado e determinado pelo animal mais irracional, e que se julga obra prima da criação (mais uma aberração!!!), que é a espécie humana.

      Animais não são objetos e mesmo os objetos!

      Compaixão, Espécie Humana!!!

      Chega de interferir tão negativamente no Ciclo da Vida!!

      Excluir
  13. Bem, sobre anonimo nao fiz questao de me identificar, pois pra mim nao faz diferença se é joao ou maria que pubicou, e sim o conteudo abordado.
    parabens a vc pela atitude de nao ingerir produtos de origem animal. Eu particularmente nao consigo.
    ha um equivoco de sua parte sobre a alimentaçao dos bovinos. eles nao ingerem "peixe triturado, pintinhos moídos, pemas de galinha (queratina)". É proibido uso de proteina animal na alimentaçao de ruminantes (bovinos, caprinos e ovinos), isso nao ocorre no Brasil.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Bem, então aqui vai a resposta de quem se identifica e não gosta do anonimato. COMO eu gostaria de dizer: "Puxa, me equivoquei, então!" Este "Anônimo" também identifica uma pessoa que acredita que as leis brasileiras são cumrpidas na íntegra? Perdoe-me, Anônimo, mas este é um pensamento por demais simplista, pra não dizer ingenuo!

      Eu mesma ouvi isto de vários "transportadores de restos mortais animais", aqui, no Centro de Porto Alegre, no Mercado Público, há cerca de 2 anos! Estava na janela do 1º andar, aquele lado da continuidade da Borges em direção à Julio, quando me deparei com um quadro horrendo: Um caminhão com conteiners e homens "de´branco-manchado-de-sangue" atirando tudo que é restos, em tonéis, incluindo ossos e peixes grandes, para dentro dos containers. Desci correndo para perguntar o que fariam com aquilo e a resposta foi: "Vai virar ração pra gado!" Estariam os homens mentindo????

      Sim, a legislação proíbe, isto sabemos!!

      Também sabemos que a razão da proibição é a proliferação da febre aftosa, a "vaca louca"... BEM importante ler mais e mais, pois estas aberrações clandestinas continuam acontecendo, sim senhor, no Brasil e no mundo, em várias situações.

      Excluir
    2. Simplista apoiar-se apenas na existencia de legislação para taxar de inverídicos certos relatos!! Principalmente em um país como o nosso, onde a fiscalização é parca, a vigilância quase inexistente, as apreensões, mínimas e, quando ocorrem, uma pequena e simbólica multa (quando paga!!!) é mínima!!

      Excluir
  14. Esta última reflexão-comentário faz-me lembrar a legislação do leite, que proibe seja aditivado com soda cáustica e outros ingredientes tóxicos e, no entanto, o que se constata??um escândalo atrás de outro, com sempre novos personagens!!

    Leis não mudam os corações e os pensamentos humanos. A sua fiel execução, sim! Pois as multas, pesadas, as sanções, significativas, tem o poder de "sensibilizar", pois mexem no bolso daquele que se julga inatingível.

    Enquanto, em nome da bioética, tudo pode, tudo é experimento, tudo é "pra matar a fome no mundo" (hahaha), ainda haveremos de ver muitos escabrosos fatos. Vergonha da espécie humana! Outro dia li que o que se produz de alimentos hoje, no planeta, daria ara alimentar OITO PLANETAS com a população que temos!!!

    ResponderExcluir