sábado, 12 de outubro de 2013

Vitamina D - Sol e Saúde


Sol, vitamina D e protetor solar - Sol que mata ou Sol que Cura? 

Os raios ultravioleta B – único comprimento de onda capaz de se transformar em Vitamina D – são bloqueados pelos protetores e bloqueadores solares.

Vitamina D - Sol e Saúde

Por Marise Jalowitzki
12.outubro.2013
http://compromissoconsciente.blogspot.com.br/2013/10/vitamina-d-sol-e-saude.html

Cada vez mais o mundo precisa de pessoas responsáveis, que estejam engajadas na procura do bem comum, realizando ações que beneficiem a muitos, sem a estrita preocupação em obter apenas lucros e benefícios próprios.

Estamos na Primavera! Em um Mundo Sustentável, as pessoas vivem cada vez melhor, com menos. Elas tem consciência de que saúde é sinônimo de felicidade e de que quanto mais fortes e saudáveis estamos, melhor fica nosso ânimo, otimizam-se as relações interpessoais, menos gastos (particulares e públicos) com medicamentos e tratamentos.

Quero falar sobre a nossa responsabilidade com nossa própria integridade. E nossa simples relação com o meio ambiente. A maior fonte de vida no planeta chama-se... Sol! Sol é fonte de vida! Entretanto, com o nosso jeito moderno de viver, cada vez mais um maior número de pessoas não pega sol diariamente. Vivemos no interior de edificações, para a falta de luz, apertamos um interruptor, para o frio ou para o calor, aparelhos de ar condicionado. 



É admirável a resistência das pessoas maduras de nosso sertão. Elas vivem e andam, literalmente, de sol a sol... no sol! E, admirável, também, como elas enfrentam a vida dura e ainda conseguem sorrir!

Quanto maior o centro urbano, menos saúde.Até o tempo de nossos bisavós, quando ainda não existiam antibióticos e as transfusões de sangue e as cirurgias eram bem mais escassas, todos  reconheciam as propriedade curativas e preventivas do sol. Crianças, idosos e mesmo os doentes, eram levados para tomar o seu “banho de sol”. Agora, com a ampla divulgação de todos os perigos advindos da exposição ao sol, raios ultravioleta, radiação, câncer, envelhecimento da pele, tudo isso ficou pra trás...

Entretanto, segundo o Dr. Alexandre Feldman-SP, apesar de todas as recomendações e o vertiginoso aumento nas vendas de protetor solar, o índice de malanoma - um câncer maligno da pele – vem crescendo a cada ano. Aumento da poluição ou enfraquecimento de nosso sistema imunológico? Provavelmente as duas coisas. 

Um dos maiores protetores celulares, da pele e de todo o organismo, contra o câncer, é a vitamina D. E a vitamina D é fabricada na nossa pele a partir dos raios ultravioleta B do Sol! O Sol é a nossa principal fonte de vitamina D. Os raios ultravioleta B – único comprimento de onda capaz de se transformar em Vitamina D – são bloqueados pelos protetores e bloqueadores solares. Nós estamos vivendo, mundialmente, um período trágico na saúde da população devido à má compreensão da natureza e da necessidade dos raios ultravioleta B e da Vitamina D. – salienta Feldman. Só há um jeito de mudar isso: tomar sol com responsabilidade.

A Vitamina D possui papel importante na prevenção de uma série de doenças, como por exemplo:
§  Enxaqueca
§  Insuficiência da glândula adrenal
§  Mal de Alzheimer
§  Alergias
§  Doenças autoimunes, como esclerose múltipla e artrite reumatóide
§  Câncer de intestino grosso, mama, pele e próstata
§  Depressão
§  Diabetes
§  Intolerâncias alimentares
§  Hipertensão arterial e doenças cardiovasculares
§  Infertilidade
§  Distúrbios de aprendizado e distúrbios do comportamento
§  Cáries dentárias, dentes “encavalados”
§  Miopia
§  Obesidade
§  Osteopenia, osteoporose
§  Mal de Parkinson
§  TPM
§  Psoríase

Pesquisas científicas indicam que a deficiência de vitamina D possui influência na causa de 17 tipos de câncer, além de doenças cardíacas, derrame, diabetes, pressão alta, depressão e dor crônica. Isso não significa que a única causa dessas doenças seja a deficiência da Vitamina D, nem que você estará totalmente a salvo de contraí-las se apresentar níveis normais de vitamina D. Significa apenas que as múltiplas influências da Vitamina D na saúde não podem mais ser desprezadas.



A ciência já comprovou que com a vitamina D os ossos ficam mais fortes. O SUS – Sistema Único de Saúde já incorporou a distribuição da Vitamina D, especialmente para os que sofrem de artrite, artrose, osteoporose, reumatismo. Ela vem em gotas (óleo) ou em comprimidos. Entretanto, especialistas garantem que a potencialização da Vitamina D ocorre mesmo é na exposição ao sol por durante dez minutos/dia, mesmo que seja apenas nas pernas, ainda que cobertas por roupas de algodão, evitando áreas mais sensíveis, como o rosto, antebraço, colo. Ação conjunta sol-e-Vit D em cápsulas e-ou comprimidos.

Cientistas acompanharam mais de 30 mil pessoas hipertensas durante um ano. E aqueles que aumentaram o nível da vitamina no organismo passaram a ter menos hipertensão arterial, insuficiência cardíaca e infartos. Segundo pesquisas, cerca de 70% da população mundial (incluindo o Brasil) apresenta taxas inadequadas de vitamina D, substância que, dentro do corpo, trabalha como um hormônio. De acordo com o endocrinologista Geraldo Santana, do Instituto Mineiro de Endocrinologia, "a deficiência de vitamina D é um achado frequente e também preocupante devido à importante ação da substância no organismo".

Ela é encontrada em ovos, cereais, leite, peixes e no próprio sol, é claro.

Estudos como da Dra. Susan Thys-Jacobs, diretora clínica do Centro de Metabolismo Ósseo do Centro Hospitalar St. Luke’s-Roosevelt da Faculdade de Medicina e Cirurgia da Universidade de Columbia em Nova Iorque, comprovam os benefícios da Vit-D contra a enxaqueca. Pesquisadores da Creighton University, nos EUA, conduziram um estudo duplo-cego (aleatório e controlado) durante 4 anos, administrando Vit.D3 em 1179 mulheres pós-menopausadas, que apresentaram incríveis 80% menos câncer que aquelas que não receberam esse nutriente.
“Estudos mostram que indivíduos mais expostos ao Sol ao longo de suas vidas têm melhores chances de sobrevivência frente à ação do melanoma, que indivíduos que passaram suas vidas evitando o Sol.” – salienta Feldmann.


Vitamina D e Esclerose Múltipla

O documentário "Vitamina D -- Por uma outra terapia", produzido entre 2011 e 2012, conta a história de seis portadores de doenças autoimunitárias (a maioria com esclerose múltipla) que tiveram suas vidas transformadas por um tratamento à base de vitamina D. Com direção de Daniel Cunha, jornalista, portador de esclerose múltipla e beneficiário do tratamento, a produção do filme surgiu da necessidade de compartilhar esse conhecimento com outros portadores, seus familiares e conhecidos, profissionais da saúde, estudantes de medicina e interessados em geral. Todas as explicações científicas são do Neurologista Dr.Cícero Galli Coimbra, que é também diretor do Instituto de Investigação e Tratamento de Autoimunidade (“Instituto de Autoimunidade”), criado em 2011 para tratar pacientes que apresentavam manifestações autoimunitárias, e que foram beneficiados com o tratamento. Atualmente essas pessoas possuem um nível normal de qualidade de vida, mantendo-se livres das agressões do sistema imunológico, ao ponto de considerarem-se ex-portadores da doença. Elas participam da direção do Instituto de Autoimunidade, idealisticamente empenhadas em viabilizar o mesmo benefício para outros pacientes, especialmente os mais carentes.

Enfatiza-se que não se trata de um tratamento alternativo, mas de fato de reconstituir o mecanismo que a própria natureza desenvolveu com o objetivo de evitar a agressão autoimunitária contra o próprio organismo.
Em vista do conflito com interesses relacionados ao comércio de medicamentos (que mensalmente movimenta somas bilionárias) que atravanca a absorção desses conhecimentos mais recentes pela comunidade médica, o Instituto de Investigação e Tratamento de Autoimunidade assume já como força motriz inspiradora de suas atividades, desde a sua fundação, o fundamental compromisso de difundir as bases desse tratamento para outros profissionais médicos, para que se tornem também eles elementos difusores dessa terapia, dessa forma contribuindo para o encurtamento do tempo que será gasto para que um número maior de pacientes sejam beneficiados.
Salienta o Dr. Cícero Galli Coimbra, que é também Professor Associado Livre-Docente da Universidade Federal de São Paulo: “É profundamente lamentável que milhares de pessoas jovens, em todo o Brasil, portadoras de esclerose múltipla, estejam tornando-se cegas e paraplégicas apenas por falta de uma substância que poderia ser administrada sob a forma de gotas, em uma única dose diária, o que lhes devolveria a perspectiva certa de uma vida normal. Não há justificativa para não corrigir-se qualquer alteração ou deficiência metabólica que possa ser corrigida, mesmo na ausência de sinais clínicos detectáveis de possíveis consequências danosas à saúde. Fazê-lo é obrigação! Não fazê-lo pode ser encarado como negligência ou resultado de desinformação. O médico não pode deixar sob risco a saúde do paciente que o procura, mesmo para prevenção. Prevenção é e será sempre a melhor abordagem, seja de forma individualizada, ou como política governamental de saúde pública”.
Vitamina D fortalece os ossos


É pensamento compartilhado por todos os membros da diretoria do Instituto de Autoimunidade, que os sentimentos e percepções que devem nortear o tratamento dos pacientes afetados por essas e outras doenças são o senso humanitário, a capacidade de empatia e a genuína vontade de auxiliar, ajudar, servir, minorar o sofrimento e restabelecer a saúde. 

Nesse sentido, impõe-se radical mudança de paradigma de investigação e tratamento, abandonando-se o foco no exclusivo uso crônico de drogas que, por seus efeitos colaterais, deterioram a qualidade de vida do paciente, além de colocarem em risco sua integridade física e sua vida, sem perspectiva de uma solução em qualquer prazo. Como novo paradigma a ser buscado, qualquer padrão de comportamento, alteração ou distúrbio metabólico que potencialmente contribua para o desencadeamento, sustentação e/ou agravamento da doença deve ser identificado e corrigido, sempre que essa correção for possível, com o objetivo de alcançar o desaparecimento dos sintomas, a solução do problema e a libertação do uso crônico de medicamentos.” (Cícero Galli Coimbra
- Presidente do Instituto de Investigação e Tratamento de Autoimunidade – SP)








Leia também:
http://compromissoconsciente.blogspot.com.br/2010/11/os-10-alimentos-mais-saudaveis-viva.html

OS 10 ALIMENTOS MAIS SAUDÁVEIS
Por Marise Jalowitzki




 Marise Jalowitzki é educadora, escritora, blogueira e colunista.Especialista em Desenvolvimento Humano, defensora de uma infância saudável, antimedicalização. Escritora, blogueira e colunista. Palestrante Internacional, certificada pelo IFTDO - Institute of Federations of Training and Development, com sede na Virginia-USA. Especialista em Gestão de Recursos Humanos pela Fundação Getúlio Vargas. Criou e coordenou cursos de Formação de Facilitadores - níveis fundamental e master. Coordenou oficinas em congressos, eventos de desenvolvimento humano em instituições nacionais e internacionais, escolas, empresas, grupos de apoio, instituições hospitalares e religiosas por mais de duas décadas Autora de diversos livros, todos voltados ao desenvolvimento humano saudável. marisejalowitzki@gmail.com 
blogs:
www.compromissoconsciente.blogspot.com.br


LIVRO TDAH CRIANÇAS QUE DESAFIAM
Informações, esclarecimentos, denúncias, relatos e dicas práticas de como lidar 
Déficit de Atenção e Hiperatividade


Clique aqui e adquira

Outros livros publicados:
Clique aqui e conheça
 



Nenhum comentário:

Postar um comentário